2 de jan de 2016

Um Diálogo diferente.

Um diálogo diferente

Ainda na cama, em momento alfa, visualizei uma jovem, rindo para mim. Então comecei a ler, na espiritualidade, fui colocar a frase no papel e veio outras frases, eu com preguiça de levantar, tentei continuar a dormir Ai! começou o diálogo mental, (confesso que forçado) porque, senti uma fisgada bem no meio da minha batata da perna, com uma dor intensa, claro dei um pulo, fiquei em pé e:
Espírito - agora quero ver se você não acorda!
Eu - Pô!!! que sacanagem comigo
Espírito - Vai para o computador escrever o que estou tentando te passar.
Eu disse que ia escrever no papel alí mesmo.
Espírito: nada disso, depois voce não sabe o que escreveu.
Eu - fui meio sonolenta, (contra gosto) mas... fui!
Eu - liguei o computador e ia direto no msn, como de costume, então:
Espírito - nada disso, vai direto numa folha em branco e escreve
Eu - ainda meio lenta( com sono)
Espírito - anda logo, senão vou embora, pois tenho muito o que fazer.
Eu - tá bom! tá bom! então psicografei esta poesia.

"QUANDO"

Quando a porta se fechar
Os nossos dias se findarem
Então é chegada à hora,
Do acerto de conta.

O acerto de conta conosco mesmo

Pois a semente foi plantada
Se foi cuidada?
Cada um de nós é que sabemos

Mas a colheita nos dirá!
O balanço deve ser feito
Para um novo recomeço

Recomeço com Jesus
Para a continuação
Da nossa evolução

E assim vamos seguindo
Hora aqui, encarnados.
Hora lá desencarnados

Mas sempre conscientizados
Do nosso aprendizado.

Há! Disso ninguém escapa
Ai está à beleza,

Pois sempre terá o recomeço
Do ponto onde paramos
Neste mundo ou em outro

Pois o encontro final
Já está traçado é só seguir!
Para a verdadeira felicidade

Que é Jesus.

Florianópolis, 30/12/2008 às 08h33min
Psicografado por Izabel

Espírito irmã desconhecida

Nenhum comentário: