10 de dez de 2011

Eternamente

Tenho observado um silencio dentro de mim. Um silencio onde fico a refletir o que de fato está acontecendo comigo. Nesta busca incensante do conhecimento do meu ser, de me olhar e não ter vergonha do que vejo. Sei que sou, sei que já fiz coisas muito erradas.  Mas estou me perdoando, pois cada coisa errada, pela minha ignorância achava certo. Por isso não devo me massacrar. Hoje tenho esta visão do que é errad para meu espírito. Percebi que a cada passo que dou, um pouco de conhecimento espiritual, um pouquinho de avanço de minha reforma moral e íntima, percebo que mexe com minha estrutura, doí, que fico melindrada, frágil, minhas lágrimas caem com facilidade. Estes olhos tão sofrido, mas que sabe chorar agora, que sabe se emocionar. Então! Na segunda feira vou conversar com um profissional que possa me ajudar na parte emocional. Mas ao mesmo tempo percebi isso que toda mudança mexe com a gente. Deve ser mais um passinho que dei e ainda não se solidificou no meu espirito. Sinto que este silencio precisa ser preenchido por atitudes de amor, de buscar mais e mais a evolução. Mas me sinto tão podada, sem saber como. Me sinto como um passarinho preso, anseio voar, cantar, dançar e levar a boa nova a todos. Eu estou eternamente em busca do verdadeiro amor. 
Bel Talarico

2 comentários:

Noemi Szcypula disse...

Depois que nos falamos, chorei um bocado, não, não fique triste pensando que foi vc foi por vc! mas naõ de tristeza e sim de emoção. Acho Izabel que vc ainda procura e voce sabe sim o que procura, seu coração é aberto para receber as coisas boas que estão acontecendo, ainda que as vezes a gente não entenda, mas...como vc mesmo diz e (acha) estamos nos preparando e estamos no caminho certo.

Talarico disse...
Este comentário foi removido pelo autor.