25 de nov de 2011

Merecimento

Observando o comportamento das pessoas quando sabem que fui para a França e fiquei 2 meses. Reparo que para os verdadeiros amigos o reencontro foi caloroso. Mas tb reparei que para outros foi frio! como que ela foi e eu não. Claro que fiquei feliz por quem se alegrou comigo, mas ao mesmo tempo triste por quem não teve a capacidade de se alegrar comigo. Isso me permitiu refletir e em conversa com uma filha, chegamos a conclusão que devemos aceitar que merecemos isso. Devemos  deixar de ter medo de merecermos as coisas boas. Digo que mereci! conquistei essa dádiva de Deus, de poder ir conhecer esse País maravilhoso. Mereci ganhar de presente das filhas. Para mim foi uma forma de gratidão,  que mãe não fica feliz por receber mimos, fisicos e espirituais de pessoas tão especiais que são nossos filhos. Os meus são pessoas de bem. com defeitos mas com qualidades tb. Sei que fui em parte responsável por isso, aceitei o emprestimo de Deus e procurei criá los da melhor forma que sabia. Então! vi lugares, lindos, pessoas educadas. Em momento algum fui discriminada. Já disse que até esquecia que tinha deficiência de tão bom qu é caminhar, sem medo de cair. Não estou me vangloriando, não digo com soberba que conheci, Paris, e muitas outras belas cidades. Mas digo em forma de agradecimento a Deus. Obrigada por tudo. Sei que não tivesse conquistado este direito não teria conseguido ir. Mas ao mesmo tempo fiquei pensando, e agora, estou aprendendo de novo aceitar meu pais para morar, afinal é aqui que nasci. Me senti tão bem lá, como que me senti em casa. Hoje voltei a chorar, de emoção por relembrar do que vivi. E digo sem ter vergonha quero morar lá. Mas aqui estou e agradeço a Deus por isso também. Beijos

2 comentários:

Noemi Szcypula disse...

É bem assim mesmo, mas que bom que sua cabeça e seus coração são mais maduros , mais sábios que o meu.
Ainda choro muito de mágoa, (ainda dou o direito das pessoas me magoarem)

Noemi Szcypula disse...

Temos mais é que ficar muito felizes com os filhos que temos (são maravilhosos) hoje ainda chorei vc sabe pq né? Depois me ligaram e me disseram, "era um momento tão particular" e eu nem falei nada. Estou indo tomar a Santa Ceia e quero muito estar com o coração em Paz. E agora estou pois compreendi realmente que não é um problema meu.
Minha filha tá chegando. bjs.