21 de abr de 2011

Jesus

Minha relação com Jesus, não tem nada com sua morte e ressureição  neste momento de Pascoa. Reparei que não posso ver nem ouvir o nome de Jesus, o que nasceu aqui há 2011 anos. Eu era tão dura, seca, até rude em relação a Ele. Com os acontecimentos que me causaram sofrimento, piorou, levei muito tempo, muito sofrimento para ficar esperta e parar de ignorá lo. Foi através da doutrina Cristã Espírita, que fui entrando em contato com Ele, com Deus. Foi devagar, desconfiando aqui, debatendo ali, observando acolá e assim fui permitindo entrar em meu coração, o amor de Jesus, a caridade a compreensão com a vida com meus irmãos deste planeta em todos os sentidos. Com a natureza e sua beleza exuberante, os animais, os vegetais e assim em observação e aceitação segui. Observei que minhas atitudes se tornaram mais brandas, fiquei mais serena e a vida me deu em troca o equilíbrio, com isso tudo ficou menos penoso. Mas a aceitação em Jesus só se deu definitivamente, quando eu estava em um ambulatório em um hospital, aguardando para ver o resultado de uma biopsia, naquela angustia da espera vi e li na parede uma poesia referente as mães. (Ainda vou procurar essa poesia na internet) na verdade era referente a Jesus. Onde dizia que Ele nasceu como bebe, alimentou se no seio de uma mulher, uma mulher o criou e assim seguiu a poesia, eu alí lendo e chorando silenciosamente, pois o ambulatório estava lotado. Dai! caiu a ficha, Ele teve carne e osso, sentiu dor, sofreu, mas como espírito iluminado foi íntegro no seus exemplos. Debulhei em lágrimas ali em pé. Me chamaram fui ver o resultado,  era um tumor que  já havia sido retirado, mas graças ao bom Deus e a Jesus era benigno. O Hospital é próximo de casa, aquele dia foi o dia mais especial para mim. Tive a certeza a fé raciocinada da existência deste profeta, desta Luz que veio ao mundo, para seguirmos e sermos felizes. Estou emocionada no momento, pois ainda fico assim, tamanho é a sensação de Eles terem permitido esse sentimento tão bom em meu coração. Ainda nesta encarnação sou grata a Ti Jesus, por tudo. E a ti nosso Pai que estais no céu, na Terra em todos o universos. Santificado seja o Seu nome em todos os momentos de nossas vidas. Seja feita a Sua vontade, aqui, ali acolá, como tu queiras. O pão nosso de cada dia nos dá hoje e sempre. Sei que compreende a nossas fraquezas, nossas imperfeição, assim como tentamos compreender nosso irmãos que nos magoam, que na verdade são os que nos dão energia para nossa mudança. Permita Senhor que tenhamos a força e coragem de não cairmos em tentações, deste mundo com sua porta tão larga. Livrando nos assim de novas tentações dos males que nos fazem tão mal. Assim seja! Jesus.
Bel Talarico

Um comentário:

Noemi Szcypula disse...

Quem não vem pelo amor, vem pela dor!