10 de out de 2010

Será? o que me dizem!.

"Não percebi que era o Pai que precisava do filhos e não o filho que ainda precisava do Pai"esta frase ouvi na televisão e me incomodou muito. Pensando aqui e ali, pensando na minha vivencia de quem começou a terceira idade. Hoje meus filhos estão adultos, cada qual seguindo seu caminho, tomando suas vidas nas suas mãos. Aí é que entra a frase, pois quando temos filhos, cuidadamos, alimentamos, damos carinhos fazemos tudo para que eles não se machuquem e cresçam pessoas saudáveis, íntegra, damos educação, tanto fisicamente como emocinalmente. Eu como mãe, fiz isso da melhor maneira possivel, como pude, e assim a vida foi seguindo seu curso. E quase sempre nós maes e páes não nos damos conta disso, e vamos querendo continuar a mandar, cuidar da vida deles. Uns se deixam cuidar mais tempo, outros logo saem nas nossas saias, criam asas e vooam. Nós ficamos chorosos, algumas maes fazem chantagem. Eu sempre chorando deixei meus filhos irem, mesmo assim ainda bisbilhoto na vida deles, mas eles me deixam bem claro isso. Fico brava, mas fazer o que. Então hoje sinto que o tempo de mãe cuidadora já passou, eu é que estou precisando de ser cuidada. Confesso que é bom ver as coisas invertidas, como que eles pagando jantar nos restaurantes, e se preocupando conosco. Mas também reparei que devemos tomar cuidado e aceitar o curso natural da vida,. embora isso não nos impeça de sentirmos  a Sindrome do berço Vazio, sentir deveras nosso coração, com um vazio enorme. Mas nossos filhos também devem ficar atentos para esse passar dos tempos, não somos mais seus herois, agora somos frágeis, muitas vezes doentes, eles esquecem disso, podemos conversar, dizer para eles, sem com isso perdermos o repeito. Eu iniciei na terceira idade e não faço parte das pesquisas que se chegarmos até  55 anos suadáveis, seremos idosos saudáveis. Mas mesmo assim, costume dizer que eu estou em estado saudável.
E lúcida! eu acho. Será? hi! fiquei em dúvida se já não estou caducando. hehehe.

Um comentário:

Noemi Szcypula disse...

È isso mesmo mirmã, mas confesso a vc que estou resistindo muito a isso (de se deixar cuidar), por isso penso que sou neurótica como diz meu blog. Nossa fala sério! eu sou doida de pedra! todos os dias brigo e quem é sempre o alvo é minha caçula que esta ainda em casa. Os outros se casaram mas... vizualisem "Eu agarrada em suas bainha. Que Deus me Ajude.