29 de ago de 2010

Os acordos da vida.


Os quatro acordos da vida
Viver na terra eis nosso grande desafio. Os mensageiros vieram para nos ajudar, na grande e indispensável travessia.
Eis os quatro acordos. As idéias dos Toutecas. Uma civilização, no sul do México de cientistas e artistas, para manter toda a experiência espiritual para seu povo. Em Teutuaka a cidade das pirâmides. A cidade dos Deuses.
A sua filosofia de vida, não era uma religião, um modo vivente transcendental. Que tem ponte com todas as religiões da sociedade. Que nos assimilamos que faz parte de nossa vida. Deram o nome de acordo. Que passam a fundamentar toda a nossa maneira de ser, de viver.
Quatro acordos fora deles nos perderemos no mundo. E com eles seremos felizes.
Primeiro Acordo.
 Falar de forma impecável:
Será identificar no ato de falar um ato de força. Aquilo que falamos nós construímos ou destruímos. Não é o verbete, é a energia que sai do verbete, a força das palavras, imprimindo em nós essa força, de forma negativa ou positiva, como nós pronunciamos.
Por isso devemos falar de forma inatacável, para que não destruamos. Estamos-nos direcionamos energias ruins para os outros e respinga em nós, assim sendo nos atingimos tambem. E se aceitamos os que nos dizem achamos que somos, se aceitarmos a proposta dita por outros, daí nosso cérebro acha que é verdade e vai agindo para isso se tornar verdadeiro. Devemos falar de maneira, pró ou contra vamos verificar o alcance de nossas palavras, por que a palavra é um verbete, seja de qualquer língua, ela é energia. Fala aquilo que convem a sã doutrina. Falar de forma  inatacável. A boca fala do que seu coração está cheio. Falar é uma coisa forte. Se falarmos de forma inatacável, todos os outros acordos serão conseqüência. Quando falamos alguma coisa estamos construindo para cima ou para baixo.
Como vimos são quatro os acordo da vida, postarei  um após outro na seqüencia, para podermos analisarmos e refletirmos a respeito para sermos mais felizes. Um completará o outro, mas ficaria muito extenso a postagem se colocasse os quatro. 
A Paciência é uma virtude que devemos praticar.
Fiquem com Deus, até a próxima.

Um comentário:

Noemi Szcypula disse...

Por isso que eu acho que "Palavras o vento não leva" "Palavras tem peso".
Acabo de dizer uma coisa que estava no meu coração. mas to arrependidinha! Vou lá consertyar isso, será que ainda dá tempo?