28 de fev de 2010

Era uma vez...

Durante uma era muito remota, quando parte do globo terrestre esteve coberto por densas camadas de gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram indefesos, por não se adaptarem as condições do clima hostil. Foi então que uma "manada" de porcos espinhos, numa tentativa de se protegerem e sobreviverem, começaram a se unir e se juntarem mais e mais. Assim, cada um podia sentir o calor do corpo do outro. E, todos juntos, bem unidos, aqueceram se mutuamente, enfrentando por mais tempo aquele tenebroso inverno.
Porem vida ingrata!, os espinhos de cada um começaram a ferir o companheiro mais próximo. justamente aqueles que lhes forneciam mais calor, o calor vital, questão de vida ou morte. Sendo assim, afastaram se, feridos, magoados, sofridos. Dispersaram se por não suportarem mais tempo os espinhos dos seus semelhantes.
Mas essa não foi a melhor solução, afastados, separados, logo começaram a morrer congelados.
Os que sobreviveram, voltaram a aproximar se, pouco a pouco com jeito, com precauções, de tal forma que, unidos cada qual conservava uma certa distância do outro, mínima, mas suficiente para conviver sem magoar, sem causar danos, recíprocos. Assim, suportaram se resistindo à longa era glacial. Sobreviveram.

Se continuarmos MANTENDO A UNIÃO, podando nossos espinhos, RESPEITANDO A INDIVIDUALIDADE e PENSANDO NA IMPORTÂNCIA DE UMA CONVIVÊNCIA EM GRUPO, por certo que sobreviveremos a todas as eras glaciais.

Muito pertinente para esse momento que passamos nesta era.
Pensemos a respeito, mas ponhamos em prática fazendo nossa parte.
Fiquem com Deus.
Bel Talarico

2 comentários:

Noemi Szcypula disse...

Muito bonita mensagem, muito profunda, para se pensar.

Graziella disse...

Mamae, imagine o quanto sao maravilhosos esses espinhos! Eles nos unem para a descoberta de um mundo melhor. As difculdades estao ai para serem amadas e respetitadas pois elas so foram autorizadas pelo nosso Senhor como instrumentos de nossa evoluçao, ne?? eu amei a mensagem !! amo você