21 de abr de 2009

É...


Amigos são como o vento...
é impossível prendê-los entre as mãos.
Eles as vezes tem outra direção...
as vezes são como furação, invadindo nossas vidas.
As vezes são como brisas...
acariciando nossas almas.
As vezes perto, as vezes longe...
mas eternamente em nossos corações!!!
Um abraço carinhoooooooso de coração a coração
Agora tirei o amigo e coloquei filhos.
Filhos são como o vento...
é impossível prendê-los entre as mão. (só quando crianças)
Eles sempre tem outra direção...
e sempre são como furação! e invadem mesmo !!! nossas vidas.
Também são como brisas...
acariciando nossas almas.
As vezes perto, as vezes longe...
mas eternamente em nossos corações (mãe)
Amor de uma MÃE...
é o único sentimento que não impõe condições.
AMAMOS E PRONTO. (ponto final)

Um comentário:

Noemi Szcypula disse...

Beleza sua postagem mirmã, as vezes me pergunto como é ficar só como as voce fica, por algum tempo, eu não consigo Bel, tento, tento, mas não sei ficar só. te amo, vejo meus pimpoplhos cada vez mais apegados aos seus pares, mas sinto um baita medo de eles sofrerem(vc sabe a quem estou me referindo.)