12 de mar de 2009

" O CHAVEIRO"

Ontem dia 11/03, levantei cedo como de costume para ir a aula de pintura (faço pinturas óleos sobre telas). As 07:00 da manha eu saio, quando fui abrir a porta, não coloquei a chave direito e tentei abrir, bom vocês já sabem né! a danadinha encrencou e com razão , era chave tetra, gira pra lá, gira pra cá, e assim girando com a chave, meu pensamento já escorregou na maionese. Pensei! será que é aviso do meu anjo a da guarda, afinal estou fazendo essa rotina há 3 anos, e a porta então! estou careca de abrir. Pensa aqui, pensa acolá, veio um medinho. Mas eu na minha fé raciocinada, parei e comecei a por em ordem as coisas, se eu não coloquei direito a chave no seu orifício é fato físico que daria problema. Então chamei o zelador tenta aqui e tenta alí! nada ele me deu um telefone do chaveiro. Liguei e perguntei preço da minha libertação, achei caro. claro para aquele momento, perguntei o tempo de espera, 20 a 30 minutos. Muito tempo para mim, pois ainda sonhava em ir a aula. Peguei a lista telefónica, procura chaveiros mais próximo de minha casa, na esperança de reduzir tempo e dinheiro né! alguns não atendiam, pois era cedo para os padrões de Florianópolis.Eis que, alguém atendeu, bom dia! é do chaveiro! -sim!, estou falando com quem? Sr; chaveiro esse é o nome que dei a ele, falei sobre o ocorrido, perguntei preço então antes de falar preço ele me confirmou tudo que eu disse a ele. é isso? sim!
Ele me disse então, moça (ele me chamou de moça logo de manha, meu sorriso encheu meu rosto, mesmo p... da vida por estar presa. gente que sensação triste, cheguei a conclusão que não devo fazer nada que me remeta a prisão. Então o sr.chaveiro me perguntou se eu tinha martelo em casa, disse que sim! ele falou de umas martelada bem forte na chave, pense em quem você quer bater e... é que o problema está pelo lado de dentro, como não posso entrar! terei que destruir sua fechadura, então primeiro tente assim ok? ok! Toda faceira peguei o martelo que tenho em casa, pasmem meu martelo é macio! isso mesmo ele é de poliuretano. Dei uma bordoada pensando em alguém! não deu certo. Mas criei vontade e quis bater por inteiro, e bum! a chave entrou direitinho no seu buraquinho e obedientemente abriu a porta me dando a tal liberdade. Saí, fui para a aula, orando pedindo proteção, pois quem sabe eu estava desobedecendo meu anjo da guarda. Chegando lá me deram boa tarde, expliquei o fato, omitindo o medinho.
Com isso quero dizer que o primeiro chaveiro só pensou no seu lucro, pois perguntei se estragaria a fechadura, ele me disse que talvez fosse necessário, claro que ele sabia que seria necessário.
O segundo chaveiro pensou em resolver o meu problema primeiro, antes de pensar no seu lucro me dando toda dica. Que DEUS o abençoe.
Voltei a ligar, agradecendo e disse que ele estaria na minha lista de indicações, ele me disse que tem pessoas que acham ruim com ele, pois dizem que ele não quer ir. Pode!!!
Então é isso gente antes de chamar o chaveiro dê uma bordoada na chave (claro dependo do caso) e que o primeiro chaveiro não saiba do segundo senão ele vai denuncia-lo na associação dos chaveiro hehehe
Dito acima, sempre tem pessoas que fazem a diferença e nos dá a alegria de saber que nem tudo está perdido nesse mundo de Deus.

2 comentários:

Noemi Szcypula disse...

Mirmã ce tá uótima, nesse oficio de escrever e também muito bem humorada (depois da fechadura aberta, claro!). Ah! e não esqueça, não vá para a prisão de jeito nenhum! Beijinhos.

Anônimo disse...

Ahh no meu caso, foi um entregador de pizza e um guardador de carros que me ajudaram sem pensar em nada em troca!
Que bom que existe gente assim né?