22 de mar de 2009

"171"

Justiça da Reencarnação,
pergunta 171 do Livros dos Espírito.

Em que se funda o dogma da reencarnação?

"Na justiça de Deus e na revelação, pois incessantemente repetimos: o bom pai deixa sempre a porta aberta a seus filhos, uma porta para o arrependimentos. Não te diz a razão que seria injusto privar para sempre da felicidade eterna todos aqueles de quem não dependeu o melhorarem-se? Não são filhos de Deus todos os homens?. Só entre os egoísta se encontram a iniquidade, o ódio implacável e os castigos sem remissão".

Nós enquanto na terra, também devemos ser assim, com nossos filhos, nossos irmãos, nossos pais, mesmo nos sentindo injustiçados, desrespeitados, magoados, nunca devemos ficar remoendo velhos desentendimentos, rancores, por sermos seres imperfeitos ainda até sentimos no momento, mas devemos esquecer, orar, perdoar aqueles que nos feriram deixando a porta de nosso coração aberta, para que arrependidos, concientizados, percebam o erro que cometeram e tenham a oportunidade de se melhorarem, assim com Deus nos permite, como Pai amoroso. Até porque se nós ficarmos guardando tudo que achamos injusto conosco, guardando rancores, nossa alma se entristece, nosso corpo somatiza e antes de atingirmos eles! primeiro atingimos a nós. Mas... não devemos ficar ansiosos, temos tantas, reencarnações, tantas que forem necessárias. Só que com essa possibilidade não devemos nos acomodar, por termos o tempo infinito para nós evoluirmos. Pois a cada conquista na nossa moral, na nossa evolução nos tornaremos mais felizes, vemos a vida com mais clareza e isso é muito bom!
E assim nós pais, em especial as mães, façamos o nosso melhor para nossos filhos, acreditemos que, com certeza um dia chegará, que eles aceitarão Deus em suas vidas, que se melhorarão como pessoas, só que cada um tem seu tempo e com dor na nossa alma ou não devemos aceitar. Nunca parar! com nossos exemplos de fraternidade, de amor! de luz! iluminando nosso caminho, para quem quiser seguir o faça. Assim como nós devemos seguir o caminho de Jesus, que esteve entre nós para nos orientar, nos dar o rumo. Cabe a nós aceitar ou não neste momento. Porque um dia teremos que seguir pois estamos destinados a felicidade eterna.
Sei que não é fácil! Mas podemos começar? não é!!!

Obs: A inspiração destas palavras, veio depois de assistir a um dvd de Raul Teixeira, num seminário sobre a Lei da Reencarnação, feito em Curitiba em 26/03/2006.
Quem quiser ouvir! garanto que sairá fortalecido, e entendendo um pouco mais.

Obrigada.

Um comentário:

Noemi Szcypula disse...

Minha querida irmã, estou tentando (de verdade) ser boa como voce.
Te amo, beijos.