13 de out de 2008

"ACONTECEU COMIGO"

Sábado dia 11/10, chovia e parava, mesmo assim fui expor meu produto numa feira de artesanato na Praça XV, em Florianópolis - ARTE FLORIPA. Como faziam 5 sábados que não tinha tido a oportunidade de expor devido a chuva, estávamos todos nós artesão ansiosos para vender. Até porque tínhamos que pagar a mensalidade da mesma. No período da tarde saí um pouco fui comprar um lanche, no caminho aconteceu que eu tive uma espécie de transe, então comecei a conversar com Deus literalmente, disse: Pai estou fazendo a minha parte, estou aqui com minha tenda aberta, com meus produtos em exposição, então te peço que faça a tua parte né. Olha e contei no dedo, mostrei 2 dedos, dizendo 2 bolsas vendidas está de bom tamanho, pois poderei saldar uma parte de minha dívida. Mas, se eu for merecedora ok? se não for, não faz mal, vou ficar um pouquinho chateada, mas nada que eu deixe de confiar em Ti, certo?. Segui o meu caminho. Depois voltei para minha barraca e esqueci desse dialogo com Ele. Só que uns 10 minutos após, entraram duas pessoas, mãe e filha, olha que olha a mãe, vou levar essa, a filha eu gostei dessa tb. A mãe ficou com uma, a filha, viu que faltava dinheiro me disse, guarda que vou ali no banco e já volto (geralmente elas não voltam) mas eu acreditei guardei e ela 5 minutos depois voltou e comprou a outra bolsas. Assim que terminou as vendas me veio a lembrança da oração em forma de diálogo, agradeci a Deus e fiquei muito feliz. Sai correndo e fui pagar a dívida e contando a graça recebida. Pois foram as únicas pessoas que pararam ali nesse dia. Uns diziam me ensina! outros deveria ter pedido mais em vez de 2. E sorrindo disse, Deus sabe das nossas necessidades e quando temos fé, confiamos e com humildade pedimos Ele nos atende e não devemos abusar. Obrigada meu Deus.

Um comentário:

Noemi Szcypula disse...

Querida nega Bel, me ensina a ter fé assim, as vezes fico tão zangada que acho por isso Deus não me atende, gostaria muito de ter mais confiança, pois estou num momento bastante dificil.